quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

GCM produz árvore de natal com materiais recicláveis

No dia 29/11, a Inspetoria Consolação Pacaembú inaugurou sua árvore de natal na presença de amigos e familiares. Idealizada pelo Departamento de Esporte e Cultura (DEC), foi inteiramente feita com material reciclado, finalizada com luzes natalinas, além de um giroflex no topo. O evento foi conduzido pelo Inspetor Rubens e contou com a apresentação do Coral e Banda da GCM. Também estiveram presentes o vereador Ari Friedenbach, o Padre Paulo da Igreja da Consolação e a associação de moradores da região.






Foto principal enviada por: Inspetor Queiroz


quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Convite: Natal com a Guarda Civil / Natal Iluminado GCM


Data: 19/12/2014

Horário: das 11:00 às 15:00hs.

Local: Praça Franklin Roosevelt


Participações previstas:

- Banda da GCM

- Coral da GCM 

- Canil da GCM

- Criança Sob a Nossa Guarda 

- Guardiões da Alegria

- Papai Noel e Papai Noel Azul 

E demais convidados.





Guarda Civil faz ronda na casa de mulheres ameaçadas pelos ex-parceiros

Projeto idealizado pelo Ministério Público Estadual coloca guardas municipais para fazer visitas regulares a vítimas de agressão no centro


Agentes na região central: 22 profissionais na equipe especializada (Foto: Fernando Moraes)

Após dois anos sofrendo agressões físicas e verbais do marido, a estudante paulistana Vanessa (nome fictício), de 26 anos, resolveu terminar o casamento e denunciá-lo. Mesmo com uma ordem da Justiça para que ficasse a, no mínimo, 300 metros de distância dela, o ex continuou a rondar seu quarteirão e protagonizar cenas de ciúme na calçada do prédio.


Nos momentos mais tensos, deixou mensagens de voz no celular de Vanessa jurando-a de morte. Com medo, ela virou uma prisioneira dentro da própria casa. Apesar de eles morarem em bairros distantes, somente há um mês ela tomou coragem para voltar a sair, quando passou a ter diariamente a visita de uma equipe da Guarda Civil Metropolitana (GCM). Eles estacionam a viatura na rua e buzinam.Dois agentes (um homem e uma mulher) sobem e conferem se está tudo bem com Vanessa. Será assim até as autoridades concluírem que ela está fora de perigo.

O caso é um dos atendidos pelo projeto Guardiã Maria da Penha, lançado em junho a partir de uma parceria entre o Grupo de Atuação Especial de Enfrentamento à Violência Doméstica (Gevid), do Ministério Público Estadual, e a Secretaria Municipal de Segurança Urbana. Uma equipe de 22 guardas — que se revezam em turnos e foram especialmente treinados para lidar com vítimas de maus-tratos dessa natureza — recebeu dos promotores 51 ocorrências que envolvem mulheresde bairros da região central que estão sob medida protetiva. Há desde donas de casa até estudantes e profissionais liberais, em áreas de prédios populares como a Sé ou mais nobres, como Higienópolis.


Elas são monitoradas periodicamente com o objetivo de manter o agressor longe. Para que o plano possa ser ampliado até dezembro, um novo veículo foi liberado pela prefeitura. “Queremos tornar a GCM uma referência nessa área”, explica o secretário de Segurança Urbana, Roberto Porto. Apenas os casos em que há uma ordem judicial para afastamento do acusado são incluídos no programa.

Um relatório semanal é enviado pelos agentes ao Ministério Público, que reavalia a periodicidade das visitas de acordo com o grau de periculosidade. Nem sempre isso é tarefa simples. Em uma das situações,um ex-marido montou uma banca para vender frutas na frente da casa da ex, à revelia da decisão judicial que o mantinha afastado. Em outra, o mesmo homem ganhou proibições em dose dupla — machucava as duas parceiras. “Existem diferentes graus de violência, e a prisão é uma providência extrema, tomada apenas quando fica provado que as medidas brandas não são suficientes. O projeto ajuda também na distinção da gravidade”, diz Silvia Chakian, uma das três promotoras do projeto. Desde o início da ação especial, ela e as colegas Valéria Diez Scarance Fernandes e Nathalie Malveiro pediram a prisão de três homens que foram flagrados descumprindo a ordem.


As promotoras Valéria Diez, Silvia Chakian e Nathalie Malveiro: 60 000 inquéritos mensais
(Foto: Fernando Moraes)


A maior das preocupações, claro, é que o problema chegue a consequências extremas. Dos 43 654 registros de mulheres mortas por homicídio no país entre 2000 e 2010, 41% aconteceram na residência da vítima (quando os assassinados são homens, o número é de 14%). Além disso, 40% delas perderam a vida ao ser estranguladas ou atacadas com objetos como facas ou tesouras, situações típicas de confrontos domésticos. Com os homens, esse porcentual não passa dos 21%. “São dados que, pela nossa experiência com histórias assim, representam um indicativo forte de que o agressor é alguém que tem contato muito próximo com a vítima”, diz o sociólogo Julio Jacobo Waiselfisz, responsável pela pesquisa Mapa da Violência. Na cidade de São Paulo, a taxa anual de “feminicídio”, como alguns estudiosos classificam o crime, é de 2,8 casos por 100 000 habitantes do sexo feminino, abaixo dos 5,4, em média, das capitais brasileiras.

Quando o assunto são as agressões físicas sem morte, porém, faltam estatísticas. “As mulheres sentem muita dúvida na hora de denunciar”, avalia a socióloga Wânia Pasinato, pesquisadora do Núcleo deEstudos da Violência da USP. “Percebemos que nas classes A e B a subnotificação é grande.” Ainda assim, cerca de 60 000 inquéritos sobre o tema são instaurados por mês no Estado de São Paulo. De janeiro a junho deste ano, foram expedidas 4 327 medidas restritivas destinadas aos acusados na capital (a maioria dos casos se concentra na Zona Leste). A gravidade do problema na cidade é o que justifica a criação da ronda especializada da GCM para proteger as vítimas.

Perigo dentro de casa

Estatísticas sobre o crime contra o sexo feminino

› Cerca de 41% dos casos de homicídio* de mulheres no Brasil acontecem na residência da vítima (contra 14% da morte de homens)

› Só no primeiro semestre deste ano, a Justiça determinou que 4 327 paulistanos mantenham alguma distância de suas ex-parceiras — a maioria vive na Zona Leste

› A Zona Norte de São Paulo é a região com o maior número de processos em andamento nas varas de violência doméstica e familiar: são cerca de 17 000 inquéritos instaurados por mês

* Entre 2000 e 2010

Fontes: Mapa da Violência e Ministério Público Estadual de São Paulo

Fonte desta postagem: Veja São Paulo

sábado, 6 de dezembro de 2014

Ato de solidariedade para a família de dois GCMs, um falecido e o outro com sequelas após terem sido alvejados com tiros em ocorrência envolvendo Camelô

Olá pessoal amigos do face, se possível divulguem a seus contatos, vamos ajudar a família de nossos irmãos de farda.

Caros Colegas, vamos colaborar.


Ocorre que a mesma está passando por dificuldades financeiras, já que a pensão ainda não foi liberada (deram 90 dias pra liberar). Ela tem 02 filhos que precisam passar por acompanhamento médico, um deles, tem problema de audição, está tendo acompanhamento com psicólogo, outro, faz acompanhamento de uma cirurgia. O aluguel já está atrasado e tem contado com a compreensão da Imobiliária. 
Ela pede para agradecer a todos e diz que somos seus anjos da guarda.

Conto com a colaboração de vocês e que Deus nos abençoe!

BANCO BRADESCO
CLAUDIA BENTO DE OLIVEIRA 
CONTA CORRENTE: 75349-1
AGENCIA: 294


Quem desejar doar para o GCM GILBERTO, parceiro do GCM VANDERLEI na ocorrência, seguem os dados. 

Aceitamos também doações de fraldas infantil tamanho G.

BANCO DO BRASIL
GILBERTO VIEIRA SANTOS
CONTA CORRENTE: 14941-1
AGÊNCIA: 1220-3


Qualquer dúvida, estamos a disposição!

Compassivo e justo é o Senhor; o nosso Deus é misericordioso. O Senhor vela pelos simples.
SL 116:5-6

Edna C.S.Camilo
3923-1164
99255-0305 (CLARO)
-- 
Ass. CD Villas Boas
Fone: 94731-8372 (Nextel)
ID: 35*2*39142



Postagem Original: Amigos da Guarda Civil

Lei Federal Antifumo nº12.546 - 03/12/2014‏

Desde a última quarta-feira (3) entrou em vigor a Lei Antifumo, válida em território nacional. Pelas novas regras, fica proibido o consumo de cigarros, cigarrilhas, charutos, cachimbos ou de qualquer outro produto fumígeno em ambientes fechados de uso coletivo, como bares, restaurantes, casas noturnas e ambientes de trabalho. A multa, em caso de descumprimento da lei, recai sobre o dono do estabelecimento comercial, e varia entre R$ 2.000 e R$ 1,5 milhão, até a suspensão da licença de funcionamento. 

A lei 12.546 existe desde 2011, mas só foi regulamentada em agosto passado, e também proíbe os fumódromos e propagandas de cigarro. 

O fumo será permitido em ambientes abertos como ruas, calçadas, parques e nas residências.

Para Jefferson Luiz Gross, cirurgião oncologista e diretor do Núcleo de Pulmão e Tórax do A. C. Camargo Câncer Center, em São Paulo,a lei é essencial para diminuir a exposição dos fumantes passivos.

"A importância maior da lei é proteger o não fumante dos riscos causados pelo tabaco. Esse risco é menor do que em alguém que fuma, mas é um risco aumentado", diz.

Segundo dados do INCA (Instituto Nacional de Câncer), o tabagismo passivo é responsável por sete mortes por dia no país, em uma pesquisa que considera apenas a exposição passiva ao cigarro em casa, segundo dados de 2012.

Apesar de os dados sobre as mortes de fumantes passivos não ter a abrangência sobre as mortes decorrentes de exposição em ambiente de trabalho, estudos mostram que trabalhadores não fumantes expostos à fumaça do tabaco consomem involuntariamente de quatro a 10 cigarros por dia.

Garçons não fumantes que trabalham em ambiente com fumaça apresentam duas vezes mais chances de desenvolverem câncer de pulmão do que os não expostos.



Enviado pelo Inspetor Regional Euclides Conradim

ALESP - Lançamento da Cartilha de Patrulhamento Ambiental - 16/12/2014



























Enviado pelo GCM Carlinhos Silva

domingo, 30 de novembro de 2014

Regulamento Disciplinar da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo - Anotado - 2ª Edição



Vox Legem apresenta a 2ª Edição do Regulamento Disciplinar da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo, na versão livro digital disponível no Portal da Livraria Saraiva, a pesquisa foi realizada por Fátima Paiva, Lourdes Moreira e Wagner Pereira, fazendo pequenos ajustes na versão anterior, no entanto dessa vez a abordagem foi exclusiva a Lei nº 13.530/2003, resultando num trabalho enxuto, permitindo que o leitor realize consultas precisas através do sumário e acesso as notas remissivas indicando as alterações promovidas na norma.




segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Pesquisa sobre Vulnerabilidade ao Estresse para o profissional de segurança pública do Brasil‏

Prezado profissional de segurança pública,

Gostaríamos de convidá-lo(a) para participar de uma pesquisa que tem como objetivo construir um instrumento de medida de vulnerabilidade ao estresse para o profissional de segurança pública no Brasil.

Esta atividade tem como foco estimular a implementação de políticas de prevenção e monitoramento de estresse ocupacional, podendo ofertar um instrumento que permita às Instituições estabelecerem um perfil das fontes estressoras em segurança pública. A partir desses dados, as instituições poderão atuar em futuras ações de prevenção e intervenção.

Para isso, pedimos sua colaboração para participar da pesquisa, respondendo a dois instrumentos que podem ser acessados no link: http://goo.gl/forms/7G2mi2OBlc.

Em média são necessários apenas 30 minutos para respondê-los. Sua participação é voluntária, essencial e você não será identificado. Ao responder o questionário, você estará contribuindo para a construção de um instrumento que será uma ferramenta importante no processo de melhoria das condições de trabalho de sua carreira.

O presente trabalho está sendo realizado pelo Projeto de Qualidade de Vida para os Profissionais de Segurança Pública (DEPAID/SENASP) em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), sob a coordenação da consultora Profa Dra Cristiane Faiad.

A pesquisa poderá ser acessada até o dia 27/11/2014 (quinta-feira).

Qualquer dúvida, entrar em contato com:

Projeto Qualidade de Vida - qualivida.seguranca@mj.gov.br


Atenciosamente,

Equipe do Projeto Qualidade de Vida


Acesse o instrumento no link:



ROMU da Guarda Civil Municipal de Valinhos detém dois por Tráfico de Drogas





Por volta das 21:00 do dia 18/11 pelo bairro Jardim São Marcos, com ponentes do Tático de ROMU da Guarda Civil Municipal de Valinhos, lograram êxito na detenção de dois indivíduos, logo após uma denuncia anonima ao telefone de emergência 153, de que eles estariam indo entregar drogas na praça do bairro Jardim São Marcos utilizando uma Pálio Wenkend da cor prata, com as características em mãos, os GCMs começaram a realizar o patrulhamento, vindo a localizar o veículo próxima a praça, sendo então realizado a abordagem, que resultou na localização de 168 opendorf contendo cocaína, 72 papelotes contendo crack e 54 trouxinhas de maconha, 07,00 reais em dinheiro e dois aparelhos celulares, todos apreendidos junto ao DP, um dos indivíduos no momento da abordagem identificou-se como Willian, porém a denuncia já apontava que ele tinha um outro nome e encontrava-se procurado da justiça por roubo a mão armada, praticado em um shopping em Campinas, os dois meliantes moradores do bairro Itatiaia em Campinas, foram encaminhados a delegacia e indiciados criminalmente por Tráfico de Entorpecentes, ficando a disposição da justiça, um menor de 12 anos que também encontrava-se pelo interior do veículo que foi recolhido ao pátio, disse aos GCMs que não sabia de nada sobre drogas, e que era sobrinho do que encontrava-se procurado da justiça, o menino foi entregue a sua genitora.


Enviado por: Sidney Aureliano - GCM de Valinhos

Palestra sobre Impacto da Legalização das Drogas (Maconha) - Especialista Kevin Sabet



Vídeo da palestra do sociólogo Kevin Sabet, durante o evento “O Impacto da Legalização das Drogas”, organizado pela Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), no mês de agosto, em São Paulo. Dentre os tópicos abordados por Sabet estão a legalização da maconha em estados norte-americanos (como o Colorado) e suas consequências, além do futuro da política de drogas no mundo.


Fonte: Youtube

Enviado pelo Inspetor Regional Euclides Conradim

domingo, 16 de novembro de 2014

Ocorrência de Tráfico de Drogas no Boulevard Anhangabaú


Em 30/10/2014, ao realizar patrulhamento pelo Vale do Anhangabaú,  a equipe da vtr C-4174, desconfiou de um elemento que ali transitava a pé, e que ao perceber a aproximação da equipe demonstrou nervosismo, o que foi o “start” para que se procedesse a abordagem. Em busca pessoal no elemento foi localizado escondido dentro da sua cueca 30 porções de substância aparentando ser maconha e uma quantia de R$ 20,00. Questionado ao suspeito sobre o fato, o mesmo informou que acabara de pegar a carga para vender na Praça Ramos de Azevedo (Praça do Gato), local muito frequentado por usuários de droga. Diante dos fatos, foi dada a voz de prisão ao elemento e encaminhado a central de flagrantes, onde a autoridade policial ratificou a prisão, deliberando a lavratura do boletim de ocorrência nº 6677/2014 e o encaminhamento do elemento a carceragem.

 
VTRs empenhadas: 

VTR 4174

GCM 1ª Classe Dorival
GCM 2ª Classe Gomes Sales
GCM 2ª Classe Paulo Renato


VTR 4159

GCMF 2ª Classe Lúcia

GCM 2ª Classe Sudário


Ocorrência enviada pelo GCM 1ª Classe Dorival

Videomonitoramento da GCM/SP flagra criminoso traficando na Praça Ramos



Em 24/10/2014, por volta das 18h 45m, a central de monitoramento da GCM/SP flagrou um elemento efetuando a venda de um produto que aparentava ser entorpecente (maconha), de imediato passou as características do elemento à vtr C-4174 (GCMs Dorival, Gomes Sales e Duarte) da IR Consolação Pacaembu, que efetuaram diligência no local e em posse das informações conseguiram lograr êxito em deter a pessoa acusada em posse de uma bolsa contendo em seu interior 14 porções de substância, aparentando ser maconha, e uma quantia de R$ 20,00.Questionado ao acusado sobre o fato, o mesmo disse que se tratava de produto para venda. Diante dos fatos, foi dada a voz de prisão e encaminhada a ocorrência à central de flagrantes, para as providências de polícia judiciária.


Equipes empenhadas: 

VTR 4174

GCM 1ª Classe Dorival
GCM 2ª Classe Gomes Sales
GCM 2ª Classe Duarte

VTR 4155

CD De Paula
GCM 1ª Classe Moreira


Ocorrência enviada pelo GCM 1ª Classe Dorival

Plano de Carreira: Reunião de 14/11/2014

Na reunião da mesa setorial de negociação permanente, realizada na manhã desta Sexta-feira (14/11), tratamos do Projeto de Reestruturação da Guarda Civil Metropolitana, sendo a pauta definida apenas nos tópicos que estavam em aberto, sendo os demais já consensuais entre os ocupantes da mesa.

Os tópicos tratados foram: 

1 - Questão das gratificações (Art. 51 a 56)

Toda a redação que trata das gratificações (Artigo 51 a 56) foram aceitas pelo governo, com exceção da gratificação de gabinete, a qual passará por alteração no texto.

2 - Questão da data de corte para a contagem de tempo para a integração

A data de corte para a contagem de tempo para a integração na nova carreira será 31 de Julho de 2014.

3 - Questão da exigência de estar apto na avaliação psicológica para porte de arma quando da promoção vertical

Será inserido no texto um inciso no Artigo 21, tratando da exigência de aptidão psicológica para porte de arma, para a promoção vertical. Essa aptidão NÃO será exigida quando da INTEGRAÇÃO nos cargos ou para a evolução por PROGRESSÃO.

4 - Questão do interstício para a primeira promoção

O interstício para a promoção vertical na carreira após a integração ficará fixado em 20 meses na minuta do projeto de lei, porém durante o ano de 2015, será discutido na mesa setorial a possibilidade de adiantar a primeira promoção vertical para o ano de 2016.

5 - Questão dos Classes Distintas que não possuem diploma de ensino de nível superior

O governo não aceitou a proposta de integrar no cargo de Inspetor os profissionais do quadro de Classe Distinta que não concluíram curso de nível superior até a data de 31/12/2014.

Questão de acerto de redação no anexo III

Será alterada a redação do Anexo III, onde consta “Nível Superior – Tecnólogo” passará a constar “Nível Superior – Seqüencial” e onde consta “Curso do CFSU referendados” e “Suspensão” passará a constar “Curso referendado pelo CFSU durante a permanência no cargo” e “Suspensão, durante a permanência no cargo”.

7 - Conclusão da negociação do Plano de Cargos Carreira e Salários e envio do projeto de lei para a câmara

A Sempla irá dar redação final ao PL e encaminhará às entidades até a próxima quarta-feira (19/11) para a assinatura do protocolo e o envio à Câmara Municipal logo após o feriado.



Convite: Formatura da 11ª Turma Ação Comunitária Criança Sob Nossa Guarda‏



Enviado por: CD Carlos

DECRETO Nº 55.685/2014 - Escala de Padrões de Vencimentos do Quadro dos Profissionais da Guarda Civil Metropolitana‏

Divulga os novos valores da Escala de Padrões de Vencimentos e da Escala de Valores das Funções Gratificadas, ambas do Quadro da Guarda Civil Metropolitana, instituídas respectivamente pelas Leis nº 13.768, de 26 de janeiro de 2004, e nº 15.365, de 25 de março de 2011, e da Escala de Padrões de Vencimentos do Quadro dos Profissionais da Guarda Civil Metropolitana, instituída pela Lei nº 11.715, de 3 de janeiro de 1995, em cumprimento ao disposto no § 2º do artigo 1º da Lei nº 16.080, de 30 de setembro de 2014.


FERNANDO HADDAD, Prefeito do Município de São Paulo, no uso das atribuições que lhe são conferidas por lei,

D E C R E T A:

Art. 1º Nos termos do disposto no § 2º do artigo 1º da Lei nº 16.080, de 30 de setembro de 2014, ficam divulgados, na conformidade do Anexo Único deste decreto, os novos valores:

I – da Escala de Padrões de Vencimentos dos cargos do Quadro da Guarda Civil Metropolitana – QGC, instituída pela Lei nº 13.768, de 26 de janeiro de 2004;

II – da Escala de Valores das Funções Gratificadas do Quadro da Guarda Civil Metropolitana, instituída pela Lei nº 15.365, de 25 de março de 2011;

III – da Escala de Padrões de Vencimentos dos cargos do Quadro dos Profissionais da Guarda Civil Metropolitana – QPG, instituída pela Lei nº 11.715, de 3 de janeiro de 1995.

Art. 2º Este decreto entrará em vigor na data da sua publicação.


PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO, aos 12 de novembro de 2014, 461º da fundação de São Paulo.

FERNANDO HADDAD, PREFEITO

LEDA MARIA PAULANI, Secretária Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão

FRANCISCO MACENA DA SILVA, Secretário do Governo Municipal

Publicado na Secretaria do Governo Municipal, em 12 de novembro de 2014


segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Cerca de 275 alunos finalizam o Curso de Formação GCM 3ª Classe - GCM/SP

09/11/14 Nas Ruas - Dennis Guerra: Na última sexta (07) cerca de 275 alunos finalizaram o Curso de Formação GCM 3° Classe no Centro de Formação em Segurança Urbana -   




CFSU. O tempo previsto para o Curso de Formação é de cinco meses. Esses novos GCMs ainda estarão pelo CFSU até o final do mês de novembro para participar do curso de Trânsito e Credenciamento e, logo após, se apresentarão nas inspetorias conforme a publicação referente. Novas turmas já se encontram pela escola de formação. Colaborou para esta matéria Alessandra Amorim.

VEJA AINDA: Futuro integrante: Seja bem-vindo!

"Desejo aos GCMs que acabaram de concluir o seu Curso de Formação, muita sorte nessa nova jornada e que prestem um ótimo serviço à sociedade paulistana. Tenho certeza que todos exercerão o seu trabalho com absoluto profissionalismo"! Flávio Messias

Respeito acima de tudo: Alunos fazem fila para se despedirem do Instrutor GCM 1° Classe Almeida, em razão do seu desligamento do CFSU. Autor desconhecido. 

Fonte: WhatsApp
Encaminhado por Bildner e Fernando.






sábado, 8 de novembro de 2014

Resultado da Reunião do Plano de Carreira do dia 4 de novembro

A Abraguardas esteve presente na reunião do Plano de Carreira ocorrida no dia 4 de novembro de 2014.

1 - Um pontos mais importantes foi a definição do percentual do RETP em 80 %, para este primeiro momento. Os técnicos de sempla apontaram que inicialmente não há margem orçamentária para este aumento, pois muitas questões ainda estão pendentes de definição. Bem como seria necessário um novo estudo de impacto financeiro o que atrasaria ainda mais o envio do projeto para a Câmara municipal. O técnico não descartou a possibilidade de que a questão do RETP, volte a ser discutida, pois acredita que existe margem para um aumento futuro.

2 - Houve a definição do termo “Quadro dos Profissionais Técnicos da Guarda Civil Metropolitana” – QTG, a definição do termo técnico passou por discussão em sempla onde lá houve resistência na adoção do termo, mas por fim comprovou-se que o GCM é um técnico devido a sua formação especifica, e foi aprovado o termo o qual será de muita valia para projetos futuros, principalmente de formação profissional.

3 -  Para a progressão funcional que é a passagem dos cargos dentro do mesmo nível, houve a diminuição da exigência de carga horária de curso especifico, para os seguintes níveis, conforme  redação abaixo.

III - Para os integrantes do nível III:
a) Ter no mínimo 360 horas de cursos de aperfeiçoamento durante a permanência no cargo;
b) Não ter sofrido pena de suspensão nos últimos 12 meses;
c) Não ter mais que cinco (05) faltas injustificadas nos últimos doze (12) meses ou mais do que 10 faltas injustificadas nos últimos vinte e quatro (24) meses;
IV - Para os integrantes do nível IV:
a) Ter no mínimo 160 horas de cursos de aperfeiçoamento durante a permanência no cargo;

4. Para a promoção vertical que é a passagem de um nível para outro conseguiu-se manter a proposta inicial de interstício mínimo de 20 meses, sempla queria 24 meses. Permanecendo a seguinte redação.

São requisitos para a inscrição para a promoção vertical:
I- 20 (vinte) meses de efetivo exercício no cargo que titulariza;


5 - Houve sugestão do Comando para promoção vertical que um dos pré-requisitos seria o GCM estar em dia com o teste psicológico para porte de arma, o que foi acatado por sempla, ficando assim está restrição temporária para a evolução de um nível para outro.

6.  A GAD gratificação de atividade docente, sugerida para suprir a necessidade de docentes do CFSU, foi suprimida neste momento para não atrasar o envio do projeto. A informação do técnico de sempla é que um projeto amplo neste aspecto está sendo elaborado e ira contemplar o pessoal da GCM, o projeto regula as escolas do município tal com a escola do servidor municipal. 

7.  Houve a definição da permanência do base novo para fins de calculo da GDA, gratificação de difícil acesso, o que irá dar um ganho indireto cerca de 200 a 300 reais para quem já recebe esta gratificação. 

8.  A vop também foi mantida, nos termos do projeto, pois vejamos:

§ 4º - Na acomodação dos servidores que possuem Vantagem de Ordem Pessoal - VOP, em razão de decisões judiciais, será garantida a sua manutenção, não havendo redução de valores.

Para a próxima reunião será a definição da inclusão ou não da integração dos CDs antigos a Inspetor, com mais de seis anos de exercício no cargo independente da formação universitária.

O texto final ainda poderá sofrer ajustes de redação, mas o conteúdo será o mesmo, pois ainda falta a análise da assessoria técnica jurídica, para formatar o projeto nos padrões da linguagem jurídica da prefeitura.


Fonte: Abraguardas

Liminar que proibia uso de bala de borracha pela polícia de SP é cassada

A 3ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP) decidiu suspender aliminar (decisão provisória) proibindo o uso de balas de borracha pela polícia em manifestações.

Publicada na quarta-feira (6), a decisão é do desembargador Ronaldo Andrade, relator do processo. A proibição, em primeira instância, atendia pedido da Defensoria Pública.

"Não há comprovação de abusos em profusão a justificar a intervenção judicial. O que se tem nos autos são casos isolados de violência e a tentativa policial de manter a ordem e evitar que manifestações pacíficas perdessem essa característica e se fossem tomadas pela violência", ressaltou o relator.
Repórter do jornal "Folha de S.Paulo" foi atingida no olho por uma bala de borracha durante protesto em 2013
"A utilização de armas letais e não letais é admitida para preservação da vida e integridade física dos policiais", acrescentou no recurso negado à Fazenda do Estado de São Paulo. A suspensão da liminar tem validade até o julgamento do mérito da ação.

No final de outubro, o juiz Valentino Aparecido de Andrade da 10ª Vara da Fazenda Pública concedeu a liminar que proíbe a PM de utilizar armas e balas de borracha para dispersar manifestações.

De acordo com a decisão cassada, além da proibição do uso balas de borracha, todos os envolvidos nas ações de policiamento deverão ter a identificação dos nomes dos policiais afixada na farda de forma visível. (Com Agência Brasil)



Enviado pelo GCM Jorge Costa (IOPE)

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

PAM - Prévias Azul Marinho: Juntos, escolhendo aquele que irá nos representar!

03/11/14 - Por Confraria de NotíciasJá em dezembro de 2010, durante uma conversa entre Dennis Guerra (criador e editor Cão de Guarda Notíciase Adriano Duarte (criador e editor do Blog Do GCM Duarte) surgiu o tema Eleições Municipais em São Paulo e as futuras candidaturas previstas para vereador. Naquele momento nasceu um acordo: 


nem Cão de Guarda Notícias tampouco o Blog Do GCM Duarte apoiariam nenhum candidato de forma declarada - ou seja, pela simples exposição de banners ou equivalentes - mantendo sempre a imparcialidade em quaisquer candidaturas. O foco deu-se então através de entrevistas referentes ao tema. 

De lá para cá, em novas conversas, avaliamos a possibilidade da realização de Prévias Eleitorais e à partir disso - e somente desse modo - os editores se comprometeriam a apoiar um candidato (a), ou seja, oriundo (a) da vontade da categoria. 

Durante todos os anos seguintes, não abandonamos essa ideia. Trabalhamos através da criação da Confraria de Notícias com o objetivo, dentre outros, de promover condições futuras de propagar tal projeto. Condições essas que se concretizam nesse momento, pois, a antecedência de dois anos referentes à data das Eleição Municipais 2016 já se fazia prevista. 

VEJA AINDA:

Com o passar dos anos e sintonia de objetivos, a Confraria de Notícias passou a contar com mais dois blogs. Os Municipais, que tem como criador e editor Wagner Pereira e Blog Do GCM Brito, criado e editado por Alex Brito.  

Com a retomada dos debates nesse momento e formação de um núcleo para tal planejamento, que conta, além dos integrantes da Confraria de Notíciascom os senhores Flávio Rodrigues e Marcio Alves - além de diversos colaboradores - somos tomados por um maior ímpeto em seguir adiante.  


Dito isto, Confraria de Notícias apresenta o Projeto PAM - Prévias Azul Marinho que tem por finalidade fornecer meios para a escolha de um candidato a vereador da Cidade de São Paulo oriundo da Guarda Civil Metropolitana, através de consulta nas redes sociais e nos blogs associados representados pela Confraria de Notícias, buscando apoio incondicional do efetivo e das entidades representativas de classe por meio da participação de todos. 

PAM - Prévias Azul Marinho: Juntos, escolhendo aquele que irá nos representar!





Você, que deseja ser candidato a vereador (e pertence aos quadros da Guarda Civil Metropolitana) nas próximas eleições municipais e quer saber mais sobre o Projeto PAM - Prévias Azul Marinho, entre em contato:


E-mail: previasazulmarinho@outlook.com / WhatsApp: 11 9-5580-1702


Fonte original